NUPPS

Luciano Ramos Doutorando no programa de Pós-Graduação em Multimeios da Unicamp - IAR. Possui bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais (FFLCH) pela Universidade de São Paulo (1971) e graduação em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Paulista (1982). Desenvolve pesquisa acerca de aspectos políticos e econômicos na história do cinema brasileiro, tomando como foco a trajetória do produtor e distribuidor Oswaldo Massaini. Atualmente é diretor e apresentador do programa Cinema Falado - Rádio USP, da Universidade de São Paulo e professor na Fundação Armando Álvares Penteado, na área de pós-graduação. Foi secretário adjunto de Política Cultural e Chefe do Gabinete do Ministério da Cultura entre 1995 e 2001. Editor chefe da Revista História Viva, da Editora Duetto (2004) e da Revista Educação, da Editora Segmento (2005). Foi editor chefe do "Guia de Filmes e Vídeo" da Abril Cultural, nos anos 1990. Foi crítico de cinema da Folha de São Paulo, nos anos 1980, e do Jornal da Tarde, nos anos 1970. Na TV Cultura e Arte do MinC, produziu e dirigiu as séries de programas sobre artes cênicas “Cena Aberta” (1999) e “Teatro na TV” (2002). Na TV Cultura, dirigiu e apresentou os programas "Última Sessão de Cinema", "Imagem & Ação" e "Cine Brasil". Autor das minisséries "Avenida Paulista", "Moinhos de Vento" e “A Padroeira”, na Rede Globo. Co-autor da novela "Champanhe", na Rede Globo. Chefe do Departamento de cinema da Rede Bandeirantes (1992-1995). Autor do livro "Os Melhores Filmes Novos" (Editora Contexto - 2009) do blog http://programacinemafalado.blogspot.com. ###Principais artigos - RAMOS, L. V. F. “Como explicar o ímpeto do documentário musical brasileiro?” in Revista Doc on line número 12: http://www.doc.ubi.pt/12/dt_luciano_ramos.pdf - RAMOS, L. V. F. “A contradição entre ideologia e verdade”. In: Angela Prudenzi; Elisa Resegotti. (Org.). Cinema Político Italiano - anos 60 e 70. Cinema Político Italiano - anos 60 e 70. São Paulo: Cosacnaify, 2006, v. 1, p. 248-251. - RAMOS, L. V. F. “Cinema - o que você precisa ver”. In: Jaime Pinski; Eleonora Mendes Caldeira. (Org.). Cultura & Elegância. Cultura & Elegância. São Paulo: Contexto, 2005, v. 1, p. 101-115. - RAMOS, L. V. F. “Pixote a Lei do Mais Fraco”. In: Amir Labaki. (Org.). O Cinema Brasileiro. São Paulo: Publifolha, 1998, v. , p. 130-133. - RAMOS, L. V. F. Francisco Weffort . “Cinema Brasileiro - Os Filmes: A retomada”. In: Francisco Weffort; Marcio Souza. (Org.). Um Olhar sobre a Cultura Brasileira. Um Olhar sobre a Cultura Brasileira. Brasília: Ministério da Cultura, 1998, v. 1, p. 103-120. - RAMOS, L. V. F. “O Poder do Documentário Musical”. Revista Reserva Cultural, São Paulo, p. 22 - 27, 01 mar. 2011. - RAMOS, L. V. F. “O estado e o poder político no cinema atual”. MSG - Revista de Comunicação e Cultura, São Paulo, p. 50 - 53, 10 jan. 2011. - RAMOS, L. V. F. “Brasil: verdade ou ficção?” Revista E - número 6 - ano 16, São Paulo, p. 39 - 41, 02 dez. 2009. - RAMOS, L. V. F. “Cinelândia nipônica na Liberdade”. Revista da Folha de São Paulo, São Paulo, p. 10 - 10, 29 nov. 2009. - RAMOS, L. V. F. “Uma ponte para o cinema dos anos 1980: a história dos filmes para a juventude”. In: II Seminário Histórias de Roteiristas - Arte e Comunicação na era dos Roteiristas, 2011, São Paulo. II Seminário Histórias de Roteiristas - Livro de Atas. São Paulo: Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2011. v. 01. p. 81-90. - RAMOS, L. V. F. “Filmes paulistanos - histórias que só poderiam acontecer em São Paulo”. In: Ciclo Semiótica Cinema e espaço urbano, 2011, São Paulo. Ciclo Semiótica Cinema e espaço urbano. São Paulo: CPS - Centro de pesquisas sociossemióticas da PUC - SP, 2011. v. 1. p. 9-11. ###Livros Capa_high capa_livro_Histria capa_livro_Histria_2 CAPA_MELHORES_FILMES_IMPRENSA capa_frente

facebook

Copyright © 2017 - NUPPS.

 

 

Desenvolvido por webprisma